NOTA ACIF sobre a MOBILIZAÇÃO DOS CAMINHONEIROS

A ACIF – Associação Comercial e Industrial de Fernandópolis JÁ expressou seu apoio quanto a MOBILIZAÇÃO dos Caminhoneiros, entendendo que a mesma é legítima, uma vez, e principalmente, por entender que o custo alto dos combustíveis tem grande impacto sobre todo o setor produtivo financeiro, atingindo, por certo, todo cidadão brasileiro.

A ACIF NÃO apoia porém, atos de violência ou não oficial, bem como, infrações legais, que venham por acompanhar a legítima mobilização.

Ainda, cremos ser necessário que o movimento atente para buscar alternativas que não venham a prejudicar serviços essenciais e direitos dos cidadãos, como já estamos começando a presenciar e vivenciar, com escassez de produtos e elevação de preços dos mesmos.

Aliado a isso, a ACIF entende que a questão vai muito além da alta do combustível, o que nos faz refletir sobre o que levou o país a chegar no presente quadro.

A resposta certamente é: ter o Brasil uma das maiores cargas tributárias do mundo, agregado ao excesso de despesas na gestão pública com seus desvios de verbas, regalias políticas, etc.

Portanto, a ACIF, representando seus associados, formados da classe empresarial investidora, empregadora e de prestação de serviços local e regional, que sofre de frente os impactos da tributação excessiva, entende ser a hora de expandir os anseios de cada cidadão e atacar o problema de forma ampla e completa, já que a questão dos combustíveis é só uma parte da reforma necessária.

É hora de UNIDOS, buscarmos a REFORMA TRIBUTÁRIA E POLÍTICA do NOSSO PAÍS, para realmente haver crescimento econômico e vida justa para todos, sem prejuízo a qualquer categoria profissional ou setor privado.

Em nossa cidade de Fernandópolis, a ACIF NÃO foi procurada até o momento, pelos organizadores oficiais da manifestação ou passeata em prol dos caminhoneiros, e por ter a responsabilidade de representação de seus associados, se abstém de conclamar o envolvimento da classe empresarial, neste momento, por não ter a completa demonstração do objetivo, fins e ações que serão realizadas na cidade, mas estando a entidade aberta ao diálogo sobre a importante questão.

Fernandópolis, 28 de maio de 2018

 

MATEUS MORALES

Presidente da ACIF